sexta-feira, 20 de janeiro de 2012

532 - BEBER COM MODERAÇÃO




No início da década de noventa o comerciante e pecuarista varzealegrense José Rolim esteve em Fortaleza, onde se submeteu à sua rotineira avaliação médica.

De volta ao sertão cearense, no fim da tarde, como de costume, Zé Rolim apanhou seu carro e foi até o Bar de Primo, na Cachoeira dos Dantas, distante cerca de dez quilômetros da sede do município de Várzea Alegre. Lá chegando, encostou-se ao balcão, tomou uma dose de cachaça e se despediu. O dono do estabelecimento estranhou a pressa do cliente, e insistiu:

- Ei, Zé Rolim, que vexame é esse? Demore mais um pouco, hômi. Bora tomar mais uma.

O experiente comerciante retirou uma nota do bolso e pagou a conta. Saiu, em seguida, para um distante bar, do outro lado da aprazível cidade cearense, dizendo:

- Primo, é que fui na capital e meu dotô disse que eu podia beber. Só que longe uma da outa. Agora vou tomar uma lá em Toinha Paraibano, nos Grossos*.


Colaboração: Ropson Frutuoso Bezerra
(imagem Google)

4 comentários:

  1. Flavim,

    Bar do primo na cachoeira dos Dantas.lembro bem das idas dos meus pais, juntamente com as minhas tias, geralmente aos domingos, saborear a galinha caipira preparada carinhosamente pra gente, no final da década de 80.
    Estratégia boa essa de seu Zé Rolim.Tomar uma bicada uma longe da outra..e era bem longe mesmo..porque da Cachoeira para os grossos..dar umas três léguas...rsrsrrs

    Antonio Costa

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ontôe, eu fui muito lá. Eitas galinhas caipiras gostosas!!!!! Abraços

      Excluir
  2. Flávio, um Médico um dia falou : Luiz O teu problema é fácio
    de curar, basta comprar um bom colírio e pingar três vezes au dia,e eu entedi PINGA três vezes por dia.A minha vista nunca melhorou mas o medicamento uso todos os dias.

    Flavim um abraço.

    Luiz Lisboa.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Luiz, o bom é que você aplica na dosagem certa. Rsrsrsrsrs

      Excluir